Os 10 principais erros, quedas e falhas da música ao vivo

Todo mundo adora ir a um show . Há uma certa emoção em ver seu artista favorito ao vivo e de perto, diante de seus olhos. Mesmo nos maiores estádios, você pode se sentir completamente em casa, cercado por pessoas que compartilham amor e apreço por alguma coisa.

Mas o que acontece quando os shows dão errado? Pode ser uma vergonha para o artista, um choque para o público e um presente absoluto para as redes sociais. Aqui, vamos discutir os 10 principais erros, quedas e falhas da música ao vivo!

Imagem em destaque via Wikipedia

10 Michael Jackson
Oslo (15 de julho de 1992)

Quando se tratava de shows ao vivo, o rei do pop era conhecido por sua enérgica presença de palco e rotinas de dança complexas. Infelizmente, um show tão ativo significa que um vocal ao vivo nem sempre soará melhor. É por isso que MJ empregou o uso de playback – onde ele sincronizava os lábios com um vocal pré-gravado. Está tudo bem e bom . . . até que não seja.

Durante sua única noite em Oslo , Michael começou a dublar sua música de abertura, “Jam”, mas descobriu que o vocal de reprodução não estava lá. A equipe teve que mudar rapidamente para o vocal ao vivo de Michael, um tanto instável e sem fôlego, até que o problema de reprodução fosse corrigido um pouco mais adiante na música. [1]

9 Justin Bieber
Glendale, Arizona (29 de setembro de 2012)

Ame-o ou odeie-o, não se pode negar que Justin Bieber é uma sensação musical. No meio da apresentação de “Out Of Town Girl” durante a noite de abertura de sua turnê, Bieber se virou para o público e se dobrou antes de vomitar por todo o palco. [2]

Ele saiu correndo enquanto os dançarinos de apoio continuavam profissionalmente como se nada estivesse errado. Timidamente, Bieber voltou alguns momentos depois. Após o show, ele recorreu às redes sociais e culpou o consumo de muito leite antes do show por seu estômago embrulhado. Legal!

8 The Foo Fighters
Ullevi, Gotemburgo (12 de junho de 2015)

Durante uma versão particularmente entusiasmada de “ Monkey Wrench ” com sua banda, The Foo Fighters, o vocalista Dave Grohl chegou à beira do palco, mas tropeçou e tropeçou para frente, mergulhando espetacularmente de uma altura de 2,4 metros (8 pés). plataforma. Ele tentou ficar de pé. Mas infelizmente sua perna quebrou e ele teve que abandonar o show.

Os médicos entraram correndo e o colocaram em uma maca. Mas antes de ser levado para fora do estádio, Grohl disse à multidão: “Vou para o hospital , vou consertar minha perna e depois voltarei e tocaremos para vocês novamente. !”

Ele foi levado para uma ambulância sob aplausos e o público gritando seu nome. Rock’n’roll! [3]

7 Paul McCartney
Quebec (20 de julho de 2008)

Posicionada a dois terços do gigantesco set ao vivo do ex-Beatle, “Live and Let Die” deveria ser o destaque de um show contendo mais de 30 músicas. No entanto, as coisas não correram como ensaiadas uma noite no Canadá !

Tendo obviamente perdido a execução de uma nota durante uma seção tranquila, McCartney olhou para seu baterista e tirou o fôlego das velas da música ao rir audivelmente durante a palavra final da letra “faz você ceder e chorar, diga viva e deixe morrer”. [4]

Segundos depois – como para agravar a confusão – os responsáveis ​​​​pela pirotecnia também perderam a deixa, com os espetaculares fogos de artifício chegando com vários segundos de atraso. Viva e deixe, oh!

6 Oásis
Toronto (7 de setembro de 2008)

Os erros nem sempre são culpa da banda, do artista ou da equipe, como aconteceu com o Oasis durante a apresentação de seu grande sucesso “Morning Glory” no Virgin Festival de Toronto em 2008. No meio da música, um homem correu atrás do vocalista e guitarrista Noel Gallagher e o empurrou para fora do palco. [5]

Claro, o show foi interrompido quando a segurança atacou o agressor e Gallagher mancou para os bastidores. Alguns momentos tensos depois, um membro da banda apareceu e dirigiu-se ao público preocupado: “Obrigado pela paciência. Dê-nos apenas cinco minutos e já voltamos!”

Para a alegria dos fãs, o show logo foi retomado sem mais incidentes!

5 U2
Vancouver (14 de maio de 2015)

Todos nós já fizemos aquilo em que tropeçamos em alguma coisa ou batemos em alguma coisa quando não estávamos olhando para onde estávamos indo. Bem, algo semelhante aconteceu durante a apresentação do hit “I Still Haven’t Found What I’m Looking For” do U2 em Vancouver.

Parecia que The Edge estava se concentrando mais em olhar para a multidão do que para onde estava indo. . . e ele saiu da beira do palco. Ele caiu vários metros da plataforma, onde foi rapidamente atendido pela equipe do local.

Felizmente, esta foi a última música do show. O vocalista do U2, Bono, manteve a multidão animada e com energia durante o acidente, enquanto o resto da banda deixava o palco da maneira planejada. [6]

4 Metallica
Abu Dhabi (19 de abril de 2013)

Tocar na frente de tantas pessoas coloca muita pressão sobre um artista, como Kirk Hammett do Metallica descobriu enquanto dedilhava a introdução suave de “Nothing Else Matters”.

Depois de acertar várias notas ruins, ele parou de tocar, foi até o microfone e se dirigiu ao público amante do metal: “Minhas mãos estão suando muito e é muito difícil para mim tocar. Então vou fazer isso mais uma vez, ok? [7]

O público gritou em aprovação e ele executou a introdução perfeitamente na segunda vez!

3 Nuremberg Rosa
(15 de julho de 2010)

Pink é conhecida por suas apresentações ao vivo super enérgicas e cheias de ginástica. O bis de sua turnê de 2010 consistiu em ela ser levada pelo local por cabos enquanto tocava “So What” como uma espécie de pinata musical glamorosa e incrível.

Infelizmente, ela não foi devidamente presa ao arnês em Nuremberg e acabou sendo arrastada para fora do palco e para o fosso abaixo. Claramente com dor e reclamando que não sentia nada nas costas, Pink foi levada às pressas para o hospital para fazer radiografias.

Felizmente, ela evitou ferimentos graves. [8] Ela só tinha alguns hematomas no corpo e no ego!

2 Ed Sheeran
Londres (12 de julho de 2015)

Uma grande atração nos shows ao vivo de Ed Sheeran é que ele é praticamente uma banda de um homem só . Com a ajuda de seu pedal de loop, ele pode fazer coisas incríveis e soar muito maiores do que apenas um homem e sua guitarra .

Mas uma noite, enquanto tocava “You Need Me” em Londres, o pedal de loop [9] deu errado e parou de funcionar. Insistindo que o pedal fosse consertado rapidamente pela equipe para que ele pudesse repetir a música, ele disse ao público: “Temos toque de recolher, mas não vou permitir isso!”

1 Paul McCartney
Londres (13 de julho de 1985)

Esta é possivelmente uma das bagunças mais vistas na história da música ao vivo! Durante sua apresentação solo no Live Aid, Paul McCartney subiu ao palco para fazer uma serenata no Estádio de Wembley (e para aproximadamente 1,5 bilhão de pessoas assistindo ao vivo em todo o mundo) com o clássico “Let It Be” dos Beatles.

No entanto, quando McCartney começou a cantar, descobriu que o microfone não estava funcionando. [10] Acontece que um técnico da banda que tocou antes de McCartney desconectou acidentalmente o microfone, o que significa que ninguém na arena ou em casa poderia ouvi-lo.

Demorou mais de um minuto, mas o problema foi identificado e corrigido. No dia seguinte, McCartney foi a um estúdio para regravar os vocais que faltavam para todas as transmissões e lançamentos subsequentes.

Então, qual dessas foi sua bagunça ao vivo favorita? Você já viu músicos bagunçarem, caírem ou falharem em algum show que você assistiu? Não deixe de nos informar na seção de comentários abaixo!

 

Leia mais maneiras surpreendentes pelas quais a música pode ser ruim em 10 músicas que mataram na vida real e 10 maneiras surpreendentes pelas quais a música pode ser ruim para você .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *